Ícone do site suino Brasil, informações suino

GLÄSSER, uma doença de alto impacto na suinocultura mundial

A doença de Glässer tem se caracterizado por ser um processo infeccioso do tipo septicêmico, capaz de causar polisserosite (inflamação fibrinosa do peritônio, pleura, pericárdio, meninges e articulações), que desencadeia claudicação, pleurisia, pneumonia, perda de sangue e até a morte dos suínos.

Embora os efeitos tanto de suas formas agudas quanto crônicas sejam devastadores, a doença de Glässer era tradicionalmente considerada uma patologia suína de menor importância, devido à sua apresentação esporádica, geralmente associada a situações de estresse e / ou mistura de animais portadores com suínos livres de infecção.

Entretanto, nos últimos anos tem-se observado um claro aumento em sua incidência, principalmente na fase de transição, que se constitui uma das patologias de maior impacto econômico para o produtor.

Esta situação é motivada pela adoção de novos sistemas de manejo, os sistemas de produção de elevado status sanitário e o aparecimento de novos agentes infecciosos com efeitos sobre a capacidade imunitária dos suínos.

Tal fato resultou em imunidade inadequada ao nível do rebanho, o que, por sua vez, implica uma transferência deficiente da imunidade materna, de modo que os leitões tenderão a entrar em contato com a bactéria assim que os anticorpos colostrais tiverem desaparecido e, consequentemente, desenvolvimento da doença.

As perdas atribuíveis a esta infecção são derivadas do:

Alguns estudos conseguiram determinar que as perdas econômicas diretas devido à doença de Glässer são estimadas entre US $ 9,05 e US $ 24,93 por suíno, dependendo da gravidade dos quadros clínicos observados.

Qual é o agente causador desta doença?

PARA SEGUIR LENDO REGISTRE-SE É TOTALMENTE GRATUITO Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital
CADASTRO
ENTRE EM
SUA CONTA
ENTRAR Perdeu a senha?