Custos de produção

Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

PDF
Contenido disponible en

Para ler mais conteúdos de SuínoBrasil 2º Trimestre 2022

O mercado mundial de carne suína sofreu fortes mudanças nos últimos três anos, como resultado de choques não apenas do lado da demanda (Covid-19 e queda do poder de compra da população), mas também do ponto de vista da oferta devido a:

  • Peste suína africana,
  • Aumento dos custos de produção,
  • Interrupção da cadeia de abastecimento.

Inicialmente, vimos um desequilíbrio entre os níveis globais de oferta e demanda, em que a forte queda na produção gerou preços recorde do suíno vivo e elevou as margens de produção em praticamente todas as regiões.

Dessa forma, após dois anos de redução na produção mundial de carne suína (2019 e 2020), impulsionada principalmente pela China e por desafios internos com a peste suína africana, a recomposição do rebanho suíno chinês em 2021 permitiu a recuperação da oferta mundial.

Para contextualizar sobre o cenário, a produção de carne suína na China no ano passado teve um aumento de 25% em comparação com o ano anterior e atingiu cerca de 49 milhões de toneladas. Para este ano, projetamos um aumento adicional de 3% comparado com 2021, mantendo o ritmo crescente de fornecimento.

O resultado inevitável do cenário é a maior pressão sobre o comércio mundial desta proteína, o que também provocou uma queda nos preços do suíno vivo.

Vetanco SuinoBrasil

Por outro lado, a aquecida demanda mundial por grãos para a produção de ração, somada aos conflitos na Ucrânia e na Rússia, levou os preços das rações a níveis nunca vistos na história.

Como resultado, a atratividade da produção foi afetada negativamente e importantes mercados como China e Brasil já adotaram medidas para reduzir o ritmo de produção, afetados principalmente por um cenário de incerteza e volatilidade, mesmo que a curto prazo.

Em relação ao mercado brasileiro, a atual queda acentuada na rentabilidade do setor produtivo é resultante dos anos entre 2019 a 2021 marcados pelo forte aumento na produção, com foco em atender à crescente demanda chinesa, mas também atendendo uma maior demanda interna de carne suína. No entanto, no final de 2021, os níveis de oferta excederam a demanda, assim como os preços dos grãos subiram.




PARA SEGUIR LENDO REGISTRE-SE É TOTALMENTE GRATUITO


Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital




CADASTRO




ENTRE EM
SUA CONTA








ENTRAR


Perdeu a senha?




MAIS SOBRE Custos de produção

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería