Economía

Recorde de exportações de carne suína pelo Brasil em maio

PDF
Contenido disponible en

Para ler mais conteúdos de suinobrasil

IPVS suinoBrasil

De acordo com os dados apresentados pelo IBGE, o Brasil registrou recorde das exportações de carne suína em maio de 2020. O setor suinícola embarcou 90,7 mil toneladas de carne in natura.

Exportações carne suína
O presidente da Assuvap , Fernando Araújo, reforçou que o mercado interno está surpreendendo e tem sustentado as cotações do suíno produzido em Minas Gerais em patamares superiores à média histórica, quando comparado com outras praças.

A Bolsa de Suínos no interior de Minas (BSim) da semana passada, fechou a cotação em R$ 5,50, em sintonia com o mercado firme e a boa procura por animais que, a cada semana, estão mais leves pressionando de maneira positiva as cotações.

No mês de maio, estimulado pelas compras da China, o volume exportado pelo Brasil de carne suína in natura atingiu recorde histórico mensal. A informação está disponível no relatório divulgado pelo Portal MBAgro que apresenta, em maio:

Do total de  90,7 mil toneladas exportadas pelo Brasil,  57% (52 mil toneladas) teve como destino a China. Esse percentual corresponde ao maior volume já enviado pelo Brasil ao país asiático em um mês.

A elevação das  exportações ajudou a reduzir parte do excedente de oferta, garantindo a sustentação dos preços do animal vivo e da carne no atacado. Outro ponto de destaque,  é o aumento dos custos de produção por conta da elevação do custo com a alimentação animal. Apesar de leve queda em maio (-1%), o custo de produção esteve 22% acima de maio do ano passado, devido aos valores mais elevados de milho e farelo de soja, em comparação ao ano de 2019.

No mercado asiático, a recuperação do rebanho suíno  seguiu com novo crescimento em maio. O número de matrizes aumentou 3,9% em relação a abril. O rebanho suíno também aumentou 3,9% em maio, registrando o quarto incremento mensal seguido, de acordo com o governo chinês. A expansão dos plantéis acontece com cautela, pois a Peste Suína ainda é um risco presente no país. Ainda não há precisão de que uma vacina contra a doença esteja disponível comercialmente em 2020, logo, as medidas de biossegurança continuam sendo mais eficazes.

Siavs 2022
Fonte: Assuvap/Coosuiponte
MAIS SOBRE Economía

ESCUTE A REVISTA EM agriFM

agriFM

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería