Setor suíno

O desmamado mais amado do Brasil

PDF

Para ler mais conteúdos de suínoBrasil 1º Trimestre 2023

agronutri topo janeiro/24

O desmamado mais amado do Brasil

A suinocultura nos últimos anos apresenta-se com mudanças e evoluções e sua gestão em busca de resultados exige da cadeia produtiva uma qualidade nunca antes vivenciada no Brasil e no mundo. Somos fortemente influenciados
por fatores extras que impactam e determinam nossa realidade e a forma de conduzir nossa produção:

  • Mercado consumidor exigente e participativo
  • Safra de grãos e o impacto nos custos de produção
  • Maior oferta de proteínas no mercado impactando preço final
  • Taxa cambial oscilante
  • Guerra na Ucrânia e aumento no valor dos insumos
  • Desafios sanitários e surtos globais
  • Implantação da IN113 referente ao bem-estar animal juntamente com a necessária racionalização e prudência de uso dos antibióticos na suinocultura.

Apesar destes desafios, observamos no campo ganhos crescentes na produtividade zootécnica, resultado positivo do potencial genético com a implantação dos conceitos de manejo reprodutivo, com a aplicabilidade nas áreas de nutrição, instalações e ambiência.

Essa complexa interrelação de fatores de êxito somente pode ser transformada em ganhos práticos e rentáveis quando desenvolvemos e capacitamos uma equipe de recursos humanos absolutamente bem treinada, motivada, comprometida com os resultados.

Mas basta comemorarmos este aumento da quantidade de leitões por parto se nem sempre logramos mesmo sucesso em qualidade?

Com o objetivo de buscar essa resposta, resumimos o que seria nosso mais completo e desejado animal que concentra as necessidades da cadeia produtiva como um todo.

inova

O desmamado mais amado do Brasil é aquele leitão que atende às diferentes exigências nas fases produtivas e que, ao abate, assegura toda a qualidade que objetivamos entregar ao nosso consumidor de carne suína. O animal com maior nível de saúde, em lote uniforme, com o melhor desempenho zootécnico para a sua categoria e que foi desenvolvido em menor custo possível.

A genética moderna alterou o perfil dos rebanhos de fêmeas gestantes, lactantes e sua prole determinando novas demandas de produção.

 

O índice percentual de leitões desmamados reduz à medida em que aumentam os leitões nascidos totais por leitegada e tornam-se mais desafiadores em qualidade.

 

São desafios experimentados na atualidade da suinocultura:




PARA SEGUIR LENDO REGISTRE-SE É TOTALMENTE GRATUITO


Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital




CADASTRO




ENTRE EM
SUA CONTA








ENTRAR


Perdeu a senha?




JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería