29 out 2021

Agigo leva tradicional Festival do Leitão de Rio Verde para todo o Brasil

A Associação dos Granjeiros Integrados do Estado de Goiás (Agigo), ampliou mais uma vez as fronteiras do tradicional Festival do Leitão de Rio Verde, levando o tema Suinocultura de Alto Desempenho para profissionais de todo o Brasil. Realizado na última quarta-feira (27), o evento conduzido pelo diretor executivo da Agigo, Iuri Pinheiro Machado, contou com […]

Agigo leva tradicional Festival do Leitão de Rio Verde para todo o Brasil

A Associação dos Granjeiros Integrados do Estado de Goiás (Agigo), ampliou mais uma vez as fronteiras do tradicional Festival do Leitão de Rio Verde, levando o tema Suinocultura de Alto Desempenho para profissionais de todo o Brasil. Realizado na última quarta-feira (27), o evento conduzido pelo diretor executivo da Agigo, Iuri Pinheiro Machado, contou com a participação ao vivo de 200 participantes, que assistiram a palestras ministradas por especialistas sobre os desafios e otimização de resultados na produção de suínos, alta performance na creche e terminação, princípios para concepção de projetos em granjas e também sobre o impacto das pessoas na suinocultura de alto desempenho. O evento continua disponível no Youtube e já contabiliza mais de 850 acessos.

Durante a abertura, o presidente da Agigo, Marcelo Cunha, frisou que o objetivo da associação, que em 2021 celebra 20 anos atuando junto aos produtores de Rio Verde (GO), é sempre trazer novas tecnologias e novas oportunidades para os suinocultores do Brasil. “Essa credibilidade que temos hoje, que concretizamos em mais uma edição desse festival, é resultado de um trabalho conjunto que desenvolvemos ao longo desses anos com todos os demais presidentes”, avaliou.

O Festival do Leitão – Suinocultura de alto desempenho contou com o patrocínio ouro da Agroceres Pic, Condomínio Vale dos Buritis, DB genética suína, Elanco e Perdigão. Na categoria prata, as empresas apoiadoras são Agrifirm, Alvoagrícola, Agromarau e GSI, Cargill, Grupo Cereal, Comigo, Coopersag, Sicoob credi-rural, Dechra, Fairtek, Feedis, Mastervet, MSD, Nutrial, Roboagro e Yes.

CHR-HANSEN Advista

Palestras 

Para tratar do primeiro tema, o Festival recebeu o médico veterinário, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e doutor em Fisiopatologia da Reprodução Animal, Fernando Bartolozzo, que abordou o peso das matrizes e dos leitões ao nascer, desmame, pontos de atenção na creche, manejo de puberdade, gargalos nessa etapa de produção, inseminação artificial, gestação, bem-estar animal, nutrição durante a gestação, descarte de matrizes, taxa de mortalidade e de natimortos. O professor destacou a necessidade de inovar e melhorar processos.

“Precisamos ter coragem para ouvir e quebrar paradigmas, ter acesso a informações de qualidade e trazer a discussão para dentro das granjas. Temos que ter emprego de dados e experimentos confiáveis, além de controle de qualidade e procedimentos.”

O segundo palestrante foi o consultor da Integrall, médico veterinário, mestre em reprodução e doutor em nutrição, Roniê Pinheiro, que falou sobre nutrição e alimentação animal, manejo, fornecimento de ração após o desmame, tempo correto de amamentação, consumo de água após o desmame, gestão de ambiência, tipos de piso, fornecimento e qualidade da água, altura adequada dos bebedouros e redução de desperdício, sistema de alimentação líquida, regulagem dos cochos, granulometria alimentar e conversão alimentar. Ele ressaltou também os impactos da evolução genética na mudança dos animais, que apresentam diferentes resultados na creche, como por exemplo, um menor índice de Ganho de Peso Diário (GPD) na creche, e uma deposição de carne magra por um período maior.

O evento seguiu com a doutora em medicina veterinária Djane Dallanora, que discutiu as metodologias ligadas às pessoas, às quais podem ser utilizadas para melhorar os resultados das granjas, numa palestra com foco em recursos humanos. De acordo com Djane,

“na suinocultura, por mais tecnologia que já tenhamos embarcada nas granjas, ainda somos altamente dependentes da atividade humana para tarefas essenciais. O desenvolvimento de pessoas e de tecnologia precisam andar juntos com o mesmo nível de investimento dentro das granjas, pois o impacto do ser humano dentro da suinocultura é gigante, são os grandes investidores, técnicos, pessoas ligadas diretamente à gestão da granja e à rotina da granja.” Ela destacou também a importância de procedimentos adotados para receber novos funcionários, a criação de ambiente de trabalho justo e coerente, a revisão contínua e presente da qualidade do ambiente de trabalho e instalações, e procedimentos com foco nas pessoas.” 

A última palestra foi a do Zootecnista e consultor técnico comercial na Agroceres Multimix, Gustavo Lima, que explicou a importância das instalações para a suinocultura de alto desempenho, falando sobre os novos projetos que estão sendo concebidos, gestão de mão de obra, dimensionamento, tipo de instalações, pisos e tecnologias disponíveis no mercado, como biologia do crescimento, tipos de terminações e robotização. Ele ressaltou que, “A suinocultura brasileira é heterogênea, e para que as tecnologias tenham bons resultados, precisam respeitar as variações de cada estado.”

Para fechar, o evento contou com um debate entre os palestrantes, o diretor executivo da Agigo, Iuri Pinheiro Machado. Foram selecionadas as principais dúvidas dos participantes, que escreveram diretamente no chat da transmissão do evento.

Além de levantar temas técnicos importantes para o dia a dia das granjas e da produção suinícola, o festival se preocupou também em realizar uma campanha solidária para ajudar a Associação Beneficente André Luiz (ABAL), um lar para velhinhos localizado em Rio Verde (GO) que atua no acolhimento e cuidado de idosos há mais de 50 anos.

Na ocasião, os participantes doaram mais de R$ 17 mil reais que serão usados para oferecer proteína animal na alimentação diária dos residentes do lar, arcar com itens de higiene, como fraldas, salário dos funcionários e medicamentos. O presidente da Agigo, Marcelo Cunha, agradeceu a todos os participantes e a todas as pessoas que colaboraram com a iniciativa. “O que move esse trabalho é a sociedade goiana, e hoje todo o Brasil. Agradecemos a contribuição de todos!”

Fonte: Associação dos Granjeiros Integrados do Estado de Goiás (Agigo).

Relacionado com Eventos

REVISTA SUÍNO BRASIL

Suscribete ahora a la revista técnica de avicultura

EDIÇÃO Revista SuínoBrasil 2º Trimestre 2022
IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida
Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Cândida Azevedo Henrique Cancian
Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Equipe Adisseo
Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Amanda G. S. Daniel Roberto M. C. Guedes
Nutrição sustentável de suínos

Nutrição sustentável de suínos

Carlos Alexandre Granghelli Cristiane Soares da Silva Araújo Lúcio Francelino Araújo Luiz Antônio Vitagliano
Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

João Paulo Zuffo Jônatas Wolf Ricardo Yuiti Nagae
Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Equipe técnica de suínos da Vetanco
A evolução da suinocultura brasileira e a  importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

A evolução da suinocultura brasileira e a importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

Luciano Roppa
A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

Ana Luísa Neves Alvarenga Dias Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Letícia Pinheiro Moreira Thais Garcia Santos
Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

César Augusto Pospissil Garbossa
Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Wagner Yanaguizawa

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería