07 dez 2020

Bolsa do suíno vivo registra queda pela terceira semana consecutiva

Na última quinta-feira (3), na reunião semanal de negociação das principais bolsas do suíno vivo no mercado independente, foram registradas novas quedas expressivas. Esta é a terceira negociação consecutiva que o setor teve retração, após sucessivas altas que levaram o valor do quilo do animal vivo a quase R$ 10,00 em algumas praças produtoras. No […]

Bolsa do suíno vivo registra queda pela terceira semana consecutiva

Na última quinta-feira (3), na reunião semanal de negociação das principais bolsas do suíno vivo no mercado independente, foram registradas novas quedas expressivas. Esta é a terceira negociação consecutiva que o setor teve retração, após sucessivas altas que levaram o valor do quilo do animal vivo a quase R$ 10,00 em algumas praças produtoras. No comparativo com os valores praticados na primeira semana de novembro, alguns Estados acumulam quase 20% de recuo nos preços. 

No estado de São Paulo, conforme a Associação Paulista de Criadores de Suínos (APCS), o preço do suíno no mercado independente nesta quinta-feira (3) passou de R$ 8,00/kg para R$ 7,73/kg vivo. Na primeira quinta-feira de novembro, o preço praticado era de R$ 9,60/kg, o que aponta para uma queda em quatro semanas de 19,47%.

No caso de Minas Gerais, que também negocia os suínos no mercado independente às quintas-feiras, o preço do quilo do animal independente caiu de R$ 7,60/kg para R$ 6,70. Ao confrontar o preço registrado nesta semana com o da primeira semana se novembro (R$ 9,50/kg), a diminuição é de 29,47%.

Advista Ipvs 2022

O consultor de mercado da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais, Alvimar Jalles, explica que desde o início das quedas de preços a força vendedora está maior que as compras, “pelo menos momentaneamente”.

Desse modo o acordo facilita o escoamento dos animais e a expectativa é que o mês de dezembro, que historicamente aumenta em 40% as compras de suínos vivos na segunda quinzena em Minas Gerais, ajude na estabilização do mercado, finalizou Alvimar.

Já em Santa Catarina, o preço negociado passou de R$ 8,08/kg para R$ 7,85/kg, queda menor do que em outras praças produtoras, segundo o presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Losivanio de Lorenzi. Desde a primeira semana de novembro, a baixa nos preços é de 17,01%

As bolsas nesta semana de outros Estados tiveram queda muito significativa que eu acredito não ser a realidade do mercado, porque vemos as exportações em alta, ainda que tenha havido queda no dólar. Olhando para Santa Catarina, vemos que o status sanitário, valorizado no exterior, faz com que os preços se mantenham, apontou Lorenzi.

De acordo com o presidente da Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs), Valdeci Folador, o mercado está indefinido. As negociações ocorrem no Estado às sextas-feiras, e segundo Folador, o mercado “está andando de lado ou para trás”. Na última sexta-feira (27), o preço do suíno independente no mercado gaúcho passou de R$ 8,54/kg para R$ 7,99/kg vivo. Ao comparar com o preço de R$ 8,69/kg, registrado há um mês, o recuo é de 8%.

Houve queda de preços também no Paraná, conforme aponta o levantamento do Laboratório de Pesquisas Econômicas em Suinocultura (Lapesui) da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Considerando a média semanal (entre os dias 26/11/2020 a 02/12/2020), o indicador do preço do quilo do suíno vivo teve queda de 12,82%, passando de R$ 8,63/kg para R$ 7,52/kg vivo. No comparativo com a primeira semana de novembro, a queda é de 19,63%, quando o preço era de R$ 9,36/kg.

“Espera-se que na próxima semana o preço do suíno vivo apresente queda, podendo ser cotado a R$ 7,40”, informou o Lapesui.

Fonte: Notícias Agrícolas.

Relacionado com Mercado

REVISTA SUÍNO BRASIL

Suscribete ahora a la revista técnica de avicultura

EDIÇÃO Revista SuínoBrasil 2º Trimestre 2022
IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida
Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Cândida Azevedo Henrique Cancian
Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Equipe Adisseo
Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Amanda G. S. Daniel Roberto M. C. Guedes
Nutrição sustentável de suínos

Nutrição sustentável de suínos

Carlos Alexandre Granghelli Cristiane Soares da Silva Araújo Lúcio Francelino Araújo Luiz Antônio Vitagliano
Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

João Paulo Zuffo Jônatas Wolf Ricardo Yuiti Nagae
Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Equipe técnica de suínos da Vetanco
A evolução da suinocultura brasileira e a  importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

A evolução da suinocultura brasileira e a importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

Luciano Roppa
A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

Ana Luísa Neves Alvarenga Dias Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Letícia Pinheiro Moreira Thais Garcia Santos
Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

César Augusto Pospissil Garbossa
Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Wagner Yanaguizawa

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería