13 set 2021

Com investimento de R$ 377 milhões, Laranjeiras do Sul pode ter a maior maternidade de leitões do Brasil

Uma nova maternidade de leitões. em Laranjeiras do Sul, promete potencializar ainda mais a suinocultura paranaense. O governador Ratinho Junior participou, nesta sexta-feira (10), do lançamento da Agro Laranjeiras, nova empresa de desmamados que fará um investimento inicial de R$ 377 milhões no Estado. Para impulsionar a industrialização e a criação de postos de trabalho […]

Com investimento de R$ 377 milhões, Laranjeiras do Sul pode ter a maior maternidade de leitões do Brasil

Uma nova maternidade de leitões. em Laranjeiras do Sul, promete potencializar ainda mais a suinocultura paranaense. O governador Ratinho Junior participou, nesta sexta-feira (10), do lançamento da Agro Laranjeiras, nova empresa de desmamados que fará um investimento inicial de R$ 377 milhões no Estado.

Para impulsionar a industrialização e a criação de postos de trabalho na região, o governador anunciou apoio para o empreendimento, visando a compra do terreno onde a fábrica será instalada, mediante transferência de recursos para a prefeitura municipal. O projeto será edificado em uma área de 117 alqueires ou 2.831.400 m². A administração local, por sua vez, executará as obras de infraestrutura para a construção.

 

Vetanco SuinoBrasil Porkexpo 2022

“É uma transformação regional, pois estamos falando da maior planta de produção de leitões do Brasil”, disse o governador. Segundo ele, o projeto influenciará diretamente na melhora do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região. “As cidades precisam de incentivos para se desenvolver. O Estado tem como missão atuar para dar qualidade de vida às pessoas, e garantir emprego e renda é fundamental neste aspecto”, destacou.

Ratinho Junior salientou que o empreendimento vem ao encontro da bandeira defendida pelo Governo do Estado, de uma agropecuária pujante aliada ao desenvolvimento sustentável. “A suinocultura, que já é muito forte no Paraná, desponta entre uma das vocações paranaenses, a partir da produção e da preservação ambiental”, acrescentou.

A Agro Laranjeiras será especializada na produção de leitões, que são criados até os 25 dias de vida. Na sequência, eles serão encaminhados para as empresas parceiras, que vão engordar os animais para o abate em frigoríficos. A unidade já possui duas empresas parceiras que vão realizar a segunda parte do processo: Globoaves e Cooperativa Agroindustrial Lar.

Segundo João Marcel Mulineth, um dos nove acionistas da empresa, a estimativa da Agro Laranjeiras é de produzir 20 mil leitões desmamados por semana.

“Isso totaliza cerca de um milhão de leitões desmamados por ano. A expectativa de faturamento anual é de, aproximadamente, R$ 200 milhões”, explicou.

Do total de leitões, 500 leitoas serão escolhidas para gerar novos animais. Ao final do processo, a expectativa é chegar a 4.700 suínos abatidos por dia, durante cinco dias da semana. Considerando um peso médio de abate de 125 quilos, serão fornecidos 974.643 suínos e 121.830.275 quilos de suíno anualmente.

O secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, disse que se trata de um projeto com grande potencial em uma região que precisa de investimentos. “Um belo projeto, que impulsionará ainda mais a suinocultura paranaense. A atividade é pouco explorada na região, portanto, pode ser desenvolvida com total capacidade”, afirmou.

Mais Empregos – A Agro Laranjeiras deve gerar 200 empregos diretos e mais 885 indiretos, somando trabalhos como transporte de animais, transporte de ração, assistência técnica, abate nas indústrias e fábricas de ração.

Essa produção será em grande parte realizada no próprio município de Laranjeiras do Sul, favorecendo o desenvolvimento da região.

 

Fonte: Jornal Extra Guarapuava.

Relacionado com Investimentos

REVISTA SUÍNO BRASIL

Inscreva-se agora para a revista técnica de suinocultura

EDIÇÃO Revista SuínoBrasil 2º Trimestre 2022
A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

Ana Luísa Neves Alvarenga Dias Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Letícia Pinheiro Moreira Thais Garcia Santos
IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida
Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Cândida Azevedo Henrique Cancian
Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Equipe Adisseo
Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Amanda G. S. Daniel Roberto M. C. Guedes
Nutrição sustentável de suínos

Nutrição sustentável de suínos

Carlos Alexandre Granghelli Cristiane Soares da Silva Araújo Lúcio Francelino Araújo Luiz Antônio Vitagliano
Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

João Paulo Zuffo Jônatas Wolf Ricardo Yuiti Nagae
Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Equipe técnica de suínos da Vetanco
A evolução da suinocultura brasileira e a  importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

A evolução da suinocultura brasileira e a importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

Luciano Roppa
Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

César Augusto Pospissil Garbossa
Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Wagner Yanaguizawa

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería