29 abr 2021

Suinocultura 5.0: autonomia de análise e tomada de decisão para as tecnologias inteligentes

As últimas décadas definiram a atual suinocultura mundial, com o desenvolvimento e a implementação de novas tecnologias. Esse movimento, atrelado à competitividade do setor e à necessidade de uma maior produção tem proporcionado o uso de diferentes tecnologias e soluções simultâneas, que deram origem à nova suinocultura 5.0. Clique aqui e confira os principais avanços que originaram a Suinocultura 5.0!

Suinocultura 5.0: autonomia de análise e tomada de decisão para as tecnologias inteligentes

As últimas décadas definiram a atual suinocultura mundial, com o desenvolvimento e a implementação de novas tecnologias. Esse movimento, atrelado à competitividade do setor e à necessidade de uma maior produção tem proporcionado o uso de diferentes tecnologias e soluções simultâneas, que deram origem à nova suinocultura 5.0, que vai além do setor de suínos e que já ganhou o agronegócio e a agricultura mundial.

 

Muito tem se falado sobre as novas tecnologias e várias coisas vêm acontecendo há algum tempo na evolução da digitalização, tanto na pecuária como na agricultura. Muitas pessoas dizem, inclusive, que o coronavírus acabou sendo um acelerador dos futuros, porque ele mudou nosso modo de ser, viver, agir e trabalhar. Com isso acelerou-se a implementação de algumas tecnologias que já existiam, mas agora passaram a fazer parte do nosso dia a dia.

Ipvs 2022 agriNews FM pt

É importante ressaltar que essas tecnologias já vinham sendo desenvolvidas e havia claramente uma programação para que nessa década tivéssemos grandes transformações. Talvez, sejamos a geração que testemunhará a maior transformação digital da história da humanidade. Estamos vivenciando a época da convergência entre o físico, o biológico e o digital.

Entre as tecnologias que causarão mais mudanças no modo de se fazer pecuária destacam-se: a Internet das Coisas (IoT), o 5G, o Blockchain, a Realidade Aumentada (RA) e a Inteligência Artificial (IA). Juntas essas cinco tecnologias mudarão o nosso modo de vida. Os carros autônomos serão realidade em poucos anos; os aplicativos IoT tornarão as cidades, as casas e as indústrias mais inteligentes, principalmente com o advento do 5G. A termografia e o reconhecimento facial farão cada vez mais parte do nosso dia a dia; os robôs serão cada vez mais usados na medicina, transporte, indústria, recreação e atendimento; e a realidade aumentada se solidifica como um braço na medicina.

Na pecuária tudo faz parte da evolução 5.0, que é a gestão por meio de tecnologias digitais autônomas de decisão, ou seja, é a combinação dessas tecnologias mostradas (IoT, IA, 5G, Big Data, RA e Blockchain).

Em suinocultura essas novas tecnologias trazem para o setor mais sensores, com maior velocidade e mais inteligência artificial, possibilitando que as próprias tecnologias reajam aos dados coletados e tomem decisões sem necessitar da interferência humana/manual. Essa é a suinocultura 5.0: a soma dos sensores digitais, da robótica, da inteligência artificial e do 5G, na qual a tomada de decisão fica também a cargo das máquinas.

Essa tecnologia de emancipação dos sensores começa a ter uma ampliação notável em 2021, pois exatamente nesse ano estão sendo lançadas duas tecnologias importantes, que são o Edge Analytics (análise na ponta) e o Deep Learning (aprendizado profundo). Essas tecnologias configuram a análise dos dados coletados e a consequente resposta para serem feitas no próprio sensor que os coletou, sem a necessidade de envio para uma central de processamento ou nuvem.

Os sensores, atualmente em uso na suinocultura, captam e transmitem para o smartphone (ou computador) uma série de informações, tais como: temperatura corporal e do ambiente, umidade, concentração de gás carbônico, amônia, luminosidade, fluxo de ar, reconhecimento facial (por brinco ou colar), movimentos dos animais, sons (tosse, estresse), peso corporal, consumo de água e ração. A ação imediata sobre qualquer anormalidade informada, melhora a eficiência e o bem-estar dos animais.

 

Estamos testemunhando uma das maiores revoluções tecnológicas na sociedade que certamente contribuirão para aprimorar ainda mais a produção de proteína com qualidade e quantidade para alimentar o mundo.

 

Fonte: Assessoria SuínoBrasil.

Relacionado com Tendência

REVISTA SUÍNO BRASIL

Suscribete ahora a la revista técnica de avicultura

EDIÇÃO Revista SuínoBrasil 2º Trimestre 2022
IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida
Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Cândida Azevedo Henrique Cancian
Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Equipe Adisseo
Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Amanda G. S. Daniel Roberto M. C. Guedes
Nutrição sustentável de suínos

Nutrição sustentável de suínos

Carlos Alexandre Granghelli Cristiane Soares da Silva Araújo Lúcio Francelino Araújo Luiz Antônio Vitagliano
Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

João Paulo Zuffo Jônatas Wolf Ricardo Yuiti Nagae
Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Equipe técnica de suínos da Vetanco
A evolução da suinocultura brasileira e a  importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

A evolução da suinocultura brasileira e a importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

Luciano Roppa
A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

Ana Luísa Neves Alvarenga Dias Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Letícia Pinheiro Moreira Thais Garcia Santos
Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

César Augusto Pospissil Garbossa
Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Wagner Yanaguizawa

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería