11 maio 2020

Soja tem lucro de até 54%: Pode subir mais?

Há 3 bons indicadores para o futuro do preço da soja: “Gráfico de Chicago, prêmios nos portos e Dólar”. Com lucros históricos entre 35% e 54%, conforme a localização da fazenda, os agricultores “não deveriam arriscar sofrer uma reviravolta para baixo daqui para frente”, afirma a T&F Consultoria Agroeconômica. “O nível dos preços está excessivamente […]

Há 3 bons indicadores para o futuro do preço da soja: “Gráfico de Chicago, prêmios nos portos e Dólar”.

Com lucros históricos entre 35% e 54%, conforme a localização da fazenda, os agricultores “não deveriam arriscar sofrer uma reviravolta para baixo daqui para frente”, afirma a T&F Consultoria Agroeconômica. “O nível dos preços está excessivamente alto, deixando pouca margem para subir mais”, projetam os analistas.

“Sim, é verdade que o RS teve 40% de quebra de safra e seus preços serão um pouco mais elevados que os dos outros estados, mas não muito mais do que estão. Além disso, se a exportação reduzir a demanda, a disputa com as indústrias esmagadoras será consideravelmente aliviada e os preços não terão motivos para subir mais”, pondera a T&F.

Segundo eles, também é verdade que haverá menos soja no Brasil no segundo semestre. Por outro lado, os estoques norte-americanos estão três vezes maiores do que a média histórica do país, podendo alimentar os chineses até setembro, quando os Estados Unidos começarão a colher a nova safra.

Siavs 2022 agriNews FM pt

“Então, nossa recomendação é a de que os vendedores aproveitem para garantir não os preços, mas os bons lucros atuais, sem se arrepender se os preços subirem um ou dois reais a mais, porque o importante é o lucro e não o preço”, afirmam os analistas da T&F.

3 PISTAS

De acordo com a Consultoria, há três bons indicadores para o futuro do preço da soja: “Gráfico de Chicago, prêmios nos portos e Dólar”. “Se Trump se entender com os chineses e estes continuarem a efetuar compras significativas de soja americana (e milho e trigo), é muito provável que as cotações de Chicago continuem a subir”, afirmam.

“Ainda se isto tudo acontecer, a tendência dos prêmios da soja brasileira será a de cair, porque a China dará preferência para as compras nos EUA, reduzindo a demanda nos portos brasileiros. Além disso, o Brasil antecipou as suas exportações, no que, aliás, fez muito bem, deixando pouco volume para o segundo semestre e não farão falta. Mas, os preços não deverão subir muito mais, então é melhor aproveitar agora”, ponderam

“Ainda se Trump se entender com os chineses (algo muito provável, porque a disputa desgastou os dois lados até agora e ambos estão sentindo fortemente os efeitos da pandemia, precisando reerguer as suas economias), o dólar pode voltar a cair no Brasil, porque um dos motivos da alta é justamente a instabilidade econômica mundial”, concluem.  (Leonardo Gottems – Agrolink )

Relacionado com Soja

REVISTA SUÍNO BRASIL

Suscribete ahora a la revista técnica de avicultura

EDIÇÃO Revista SuínoBrasil 2º Trimestre 2022
IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida
Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Cândida Azevedo Henrique Cancian
Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Equipe Adisseo
Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Amanda G. S. Daniel Roberto M. C. Guedes
Nutrição sustentável de suínos

Nutrição sustentável de suínos

Carlos Alexandre Granghelli Cristiane Soares da Silva Araújo Lúcio Francelino Araújo Luiz Antônio Vitagliano
Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

João Paulo Zuffo Jônatas Wolf Ricardo Yuiti Nagae
Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Equipe técnica de suínos da Vetanco
A evolução da suinocultura brasileira e a  importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

A evolução da suinocultura brasileira e a importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

Luciano Roppa
A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

Ana Luísa Neves Alvarenga Dias Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Letícia Pinheiro Moreira Thais Garcia Santos
Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

César Augusto Pospissil Garbossa
Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Wagner Yanaguizawa

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería