25 jun 2024

Desafios das matrizes hiperprolíficas em pauta

Evento em Toledo (PR) reuniu representantes de 220 mil matrizes suínas e contou com palestra da professora Fernanda Almeida, especialista em reprodução

Desafios das matrizes hiperprolíficas em pauta

Desafios das matrizes hiperprolíficas em pauta

  A Agroceres Multimix reuniu em Toledo, no Paraná, neste mês de junho, produtores independentes, cooperativas e técnicos para debater os desafios e oportunidades na fase de gestação na suinocultura.

Os presentes representam um número total de 220 mil matrizes suínas.

O foco do encontro foi discutir as novas exigências e cuidados necessários para as matrizes hiperprolíficas.

O destaque da programação foi a palestra de Fernanda Almeida. Especialista em reprodução de suínos, a professora associada do departamento de Morfologia do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) detalhou o cenário atual e compartilhou dados de suas mais recentes pesquisas.

Segundo ela, “as fêmeas estão parindo cada vez mais leitões, porém, com uma variabilidade no peso ao nascimento e uma redução no vigor desses leitões, gerando problemas de desenvolvimento na vida subsequente”.

Neste cenário, Fernanda Almeida destacou a importância da nutrição das matrizes para potencializar o desempenho da progênie e apresentou resultados práticos obtidos com a utilização do Flavorad RP, nova especialidade da Agroceres Multimix.

“O uso desse produto traz inúmeros benefícios, não só em termos de qualidade, mas também em de ganho de desempenho dos animais. Portanto, para o produtor, é um investimento”, discorreu.

Na ocasião, o nutricionista da Agroceres Multimix Marco Kunrath explicou como o Flavorad RP age. Fruto de mais de dez anos de pesquisa no Núcleo de Tecnologia e Inovação da companhia, a especialidade é voltada às gestantes e promove uma maior vascularização da placenta.

“Flavorad RP proporciona um melhor desenvolvimento das fibras musculares e desenvolvimento intestinal, gerando maior peso ao nascimento e maior uniformidade da leitegada”, sintetiza Marco.

Ao modular o desenvolvimento do leitão, Flavorad RP permite ao animal expressar todo o seu potencial genético, resultando, assim, em mais peso ao abate, maior eficiência no sistema produtivo e melhor rentabilidade para o produtor rural.

O evento reforça o compromisso da Agroceres Multimix com a melhoria contínua da suinocultura, por meio de soluções que atendem às necessidades dos produtores e contribuem para o desenvolvimento sustentável do setor.

Luis Henrique De Bortoli, gerente Regional de Vendas Sul da Agroceres Multimix, expressou sua satisfação com o evento e agradeceu à presença de todos: “Para nós, é uma alegria muito grande estar aqui nesta região, pensando em tecnologias para aprimorar toda a cadeia produtiva e também confraternizar com amigos, parceiros e clientes”.

 

Saiba mais sobre o Flavorad RP em agroceresmultimix.com.br/flavoradrp

 

A Agroceres Multimix é a unidade de nutrição animal do Grupo Agroceres, que há quase oito décadas vem inovando e transformando o agronegócio brasileiro. O Grupo é conhecido por lançar, em 1945, o primeiro milho híbrido comercial do Brasil, por trazer para o país, em 1977, o primeiro Núcleo Genético de desenvolvimento de suínos híbridos e por desenvolver inovações importantes para outros setores do agronegócio brasileiro.

A unidade de nutrição animal nasceu em 1976, a partir da demanda dos suinocultores brasileiros por uma nutrição mais tecnológica e alinhada com os desafios da evoluão genética que surgia naquela época.

Próxima de completar cinco décadas, a Agroceres Multimix é muito mais que nutrição e se destaca por proporcionar soluções para os mercados de suínos, aves de corte e de postura, bovinos de corte e bovinos de leite, apoiando o agronegócio brasileiro na manutenção de sua posição de protagonismo mundial.

Relacionado com Nutrição e Alimentação
Sectoriales sobre Nutrição e Alimentação

MAIS CONTEÚDOS DE Agroceres Multimix

Dados da empresa
país:1950

REVISTA SUÍNO BRASIL

Inscreva-se agora para a revista técnica de suinocultura

EDIÇÃO suínoBrasil 1º TRI 2024
Deficiência de ferro em suínos: Patogenia, sinais clínicos, diagnóstico, controle e tratamento

Deficiência de ferro em suínos: Patogenia, sinais clínicos, diagnóstico, controle e tratamento

Cândida Pollyanna Francisco Azevedo
Mecanismo de ação dos AA funcionais para melhorar a robustez de suínos em desafio

Mecanismo de ação dos AA funcionais para melhorar a robustez de suínos em desafio

Antônio Diego Brandão Melo Ismael França Luciano Hauschild
A importância da temperatura da água de bebida para suínos

A importância da temperatura da água de bebida para suínos

Joana Barreto
Suinocultura sustentável e a carne carbono negativo

Suinocultura sustentável e a carne carbono negativo

Rodrigo Torres
Impacto, desafios sanitários e produtivos do manejo em bandas na suinocultura

Impacto, desafios sanitários e produtivos do manejo em bandas na suinocultura

Ana Paula Mellagi Bernardo Dos Santos Pizzatto Fernando Pandolfo Bortolozzo L. D. Santos Leonardo Abreu Leal Rafael da Rosa Ulguim
Desvendando o custo oculto: explorando o impacto do estresse oxidativo na produção de porcas

Desvendando o custo oculto: explorando o impacto do estresse oxidativo na produção de porcas

Allan Paul Schinckel César Augusto Pospissil Garbossa
Betaína como aditivo modificador de carcaça para suínos

Betaína como aditivo modificador de carcaça para suínos

Amoracyr José Costa Nuñez César Augusto Pospissil Garbossa Mariana Garcia de Lacerda Vivian Vezzoni de Almeida
Interpretação de laudos laboratoriais na suinocultura: Critérios essenciais para chegar ao diagnóstico e tomada de decisão

Interpretação de laudos laboratoriais na suinocultura: Critérios essenciais para chegar ao diagnóstico e tomada de decisão

Amanda Gabrielle de Souza Daniel
Estreptococose em suínos

Estreptococose em suínos

Adriana Carla Balbinot Fabiana Carolina de Aguiar Mariana Santiago Goslar Taís Regina Michaelsen Cê
Ferramentas tecnológicas e inovadoras na Suinocultura: muito mais que nutrição

Ferramentas tecnológicas e inovadoras na Suinocultura: muito mais que nutrição

Ana Caroline Rodrigues da Cunha
Salmonella, uma vilã na suinocultura

Salmonella, uma vilã na suinocultura

Luciana Fiorin Hernig
Uso de fitogênico para leitões na fase de creche como melhorador de desempenho natural em substituição aos antibióticos promotores de crescimento

Uso de fitogênico para leitões na fase de creche como melhorador de desempenho natural em substituição aos antibióticos promotores de crescimento

Equipe técnica de suínos da Vetanco

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería