13 abr 2022

Bem-estar animal sob a visão do consumidor

Essa falta de entendimento sobre o tema, leva à definições equivocadas, tais como, as que definem o bem-estar como um tema amplo e subjetivo e não como uma ciência que pode ser medida de forma objetiva. Clique aqui para ler o conteúdo completo!

Bem-estar animal sob a visão do consumidor

O bem-estar animal é um assunto relevante e cada vez mais comum entre bilhões de consumidores ao redor do mundo, porém ainda novo no cenário da pecuária brasileira e de países emergentes, principalmente quando comparamos com países europeus como a Inglaterra, que tem uma tradição de mais de 60 anos trabalhando com os conceitos dessa ciência no campo. Desta forma, nestes países há mais informação e por conseguinte melhor conscientização dentro de toda a cadeia produtiva.

 

Nos países em desenvolvimento a falta de informação a respeito do tema não se aplica apenas aos consumidores, mas também por aqueles que direta ou indiretamente estão envolvidos com a produção animal. Esse cenário é prejudicial à ciência do bem-estar, pois ações simples que poderiam ser aplicáveis a nível de campo não são executadas pela simples falta de informação e conscientização.

Porkexpo 2022 CHR-HANSEN

Essa falta de entendimento sobre o tema, leva à definições equivocadas, tais como, as que definem o bem-estar como um tema amplo e subjetivo e não como uma ciência que pode ser medida de forma objetiva. A falta de informação e erro julgamental sobre o bem-estar como ciência, dificulta sua aplicabilidade levando a um erro castro de subjetividade.

No Brasil, estes erros conceituais a respeito do tema são observados tanto em técnicos que trabalham diretamente com os animais, bem como na população em geral.

Bonamigo et al., (2012) e Barcelos et al. (2011) argumentam que o conhecimento do cidadão brasileiro leigo em relação aos sistemas de produção animal é baixo. Corroborando que o tema deve e pode ser muito explorado no Brasil e em outros países em desenvolvimento.

A falta de informação dentro das cadeias pecuárias a respeito do tema vai na contramão da sociedade civil. Observa-se, cada vez mais, o aumento da preocupação da sociedade sobre os impactos de seus hábitos de consumo, particularmente no setor de alimentos.

Se, por um lado, a produção industrial intensiva cresce globalmente, por outro, as preocupações éticas com o bem-estar dos animais usados nesses sistemas também são cada vez mais prevalentes.

Esta informação pode ser observada no relatório de 2015 do Hartmann Group, “Transparência 2015: Estabelecendo Confiança com os Consumidores”, em que quase metade dos consumidores declarou que gostaria de ter mais informações sobre como os animais são tratados na cadeia de produção. Essas preocupações são ecoadas por quase todas as outras pesquisas de mercado sobre tendências de consumo dos últimos anos. De acordo com o 2014 Food Issues Trend Tracker, mais de dois em cada três consumidores dizem que o bem-estar animal é um fator significativo em suas decisões de compra.

Neste mesmo caminho o Innova Market Insight de 2017, relata que a demanda dos consumidores por transparência na produção de alimentos foi incorporada a toda a cadeia de suprimentos. Da mesma forma, a Whole Foods Market mostrou em seu relatório de 2018 que o interesse pelo bem-estar animal é uma das principais tendências no setor de alimentos. Esta é também a principal conclusão de uma pesquisa realizada pela Mintel, que mostra que 74% dos consumidores apontam o bem-estar-estar animal entre os principais fatores que tornam uma marca ética.

 

Leia também: Bem-estar animal no transporte e abatedouro

Fonte: SUINOCULTURA: UMA SAÚDE E UM BEM-ESTAR.

Relacionado com Manejo e bem-estar

REVISTA SUÍNO BRASIL

Suscribete ahora a la revista técnica de avicultura

EDIÇÃO Revista SuínoBrasil 2º Trimestre 2022
IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

IPVS 2022 novas perspectivas da suinocultura: biossegurança, produtividade e inovação

Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida
Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Intestino, o maior órgão imune do organismo – Parte 1

Cândida Azevedo Henrique Cancian
Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Complexos multi-enzimáticos melhoram a digestibilidade e desempenho nos suínos

Equipe Adisseo
Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Diversidade microbiana intestinal de suínos e quadros de disenteria suína

Amanda G. S. Daniel Roberto M. C. Guedes
Nutrição sustentável de suínos

Nutrição sustentável de suínos

Carlos Alexandre Granghelli Cristiane Soares da Silva Araújo Lúcio Francelino Araújo Luiz Antônio Vitagliano
Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

Rotavirose suína: epidemiologia, patogenia, sinais clínicos, diagnóstico e controle da doença

João Paulo Zuffo Jônatas Wolf Ricardo Yuiti Nagae
Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Encontro Regional ABRAVES-PR 2022

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Avaliação da eficácia de um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões na fase de creche

Equipe técnica de suínos da Vetanco
A evolução da suinocultura brasileira e a  importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

A evolução da suinocultura brasileira e a importância da realização do 10º IPVS (International Pig Veterinary Society) em 1988

Luciano Roppa
A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

A vida intrauterina pode influenciar o desenvolvimento gastrointestinal dos suínos?

Ana Luísa Neves Alvarenga Dias Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Fernanda Radicchi Campos Lobato de Almeida Letícia Pinheiro Moreira Thais Garcia Santos
Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

Fêmeas hiperprolíficas: existe manejo ideal durante a lactação?

César Augusto Pospissil Garbossa
Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Desequilíbrio entre a oferta e demanda de carne suína e os impactos na rentabilidade do setor

Wagner Yanaguizawa

JUNTE-SE À NOSSA COMUNIDADE SUÍNA

Acesso aos artigos em PDF
Informe-se com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente na versão digital

DESCUBRA
AgriFM - Los podcast del sector ganadero en español
agriCalendar - El calendario de eventos del mundo agroganaderoagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formación para el sector de la ganadería